Juíza do TJSP participa do 6º Enajud/3º Fonajurd e da III Caminhada Negra em Brasília

28 de novembro de 2023

A juíza do TJSP Juliana Silva Freitas, de Cordeirópolis, participou do 6º Enajun (Encontro Nacional de Juízas e Juízes Negros) e do 3º Fonajurd (Fórum Nacional de Juízas e Juízes contra o Racismo e todas as formas de Discriminação), realizados em Brasília, entre 22 e 24/11, no TST (Tribunal Superior do Trabalho). No dia seguinte, 25/11, a juíza integrou o grupo de magistrados na III Caminhada Negra.

Caminhada Negra em Brasília | Foto: AMB

O tema do Enajun e Fonajurd foi “História, Memória e Direitos”. Juliana Silva Freitas destacou a importância da participação nestes eventos. “Os encontros marcaram a relevância da conscientização sobre a questão racial no Brasil e no ambiente do sistema de Justiça. O Enajun, por exemplo, foi o primeiro encontro presencial após a pandemia da Covid-19”, afirmou.

Outro ponto da caminhada pela capital federal | Foto: AMB

Para a magistrada de São Paulo, o engajamento dos juízes negros tem sido fundamental para o enfrentamento de todas as formas de discriminação. “Os fóruns deste tipo em todo o Brasil auxiliam na discussão e promovem debates sobre a necessidade de diversidade em todos os setores da sociedade”, salientou Juliana Silva Freitas.

Participantes do 6º Enajun/3º Fonajurd | Foto: Arquivo Pessoal

Na III Caminhada Negra, organizada pela AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), os participantes percorreram locais significativos de Brasília que remeteram à trajetória dos candangos, muitos deles negros, migrantes responsáveis pela mão de obra utilizada para erguer a nova capital brasileira.
“Esses trabalhadores não foram acolhidos de maneira adequada na época e agora podem ter suas memórias resgatadas. Muitos deles tiveram suas vidas sacrificadas”, rememorou Juliana Silva Freitas.

Durante aproximadamente quatro horas, os participarante estiveram na Praça dos Orixás, na Galeria dos Estados e no Caminho dos Direitos Humanos, entre outros locais.

São Paulo, com o apoio da Apamagis, e outras 11 cidades pelo país realizaram a III Caminhada Negra em 18/11. Na capital paulista, a edição foi dedicada ao advogado e jornalista Luiz Gama, conhecido como o maior abolicionista do Brasil. O trajeto começou na Rua da Consolação e terminou no Largo do Arouche, na região central da cidade.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • O TJSP promoveu, nesta quinta-feira (29/2), a posse solene do desembargador Francisco Carlos Inouye Shintate. […]

  • O presidente da Apamagis, Thiago Massad, e a 2ª vice-presidente, Laura de Mattos Almeida, participaram […]

  • A Assembleia Geral Ordinária, realizada em 21/2 de maneira presencial na sede administrativa e também […]

NOTÍCIAS RELACIONADAS