TJSP realiza cerimônia de posse solene da desembargadora Ana Paula Corrêa Patiño

12 de março de 2024

O TJSP promoveu, na última quinta-feira (7/3), a posse solene da desembargadora Ana Paula Corrêa Patiño no Palácio da Justiça. Estiveram presentes o 1º vice-presidente da Apamagis, Walter Barone, a 2ª vice-presidente, Laura de Mattos Almeida, a presidente do Conselho Consultivo, Orientador e Fiscal, Márcia Barone, entre outros diretores, conselheiros, magistrados, autoridades, familiares e amigos.

Solenidade de posse no TJSP | Foto: Lucas Feitoza

Após mais de três décadas atuando na advocacia, Ana Paula Corrêa Patiño foi escolhida em lista tríplice entregue ao governador do Estado, Tarcísio de Freitas, pelo Órgão Especial, para provimento de cargo pelo critério do Quinto Constitucional – Classe Advogado.

Solenidade de posse no TJSP | Foto: Lucas Feitoza

Em seguida à assinatura do termo de posse, a nova desembargadora foi homenageada pelo presidente do TJSP, Fernando Antonio Torres Garcia, ao chamar seu pai, o desembargador aposentado José Telles Corrêa, para auxiliar na colocação do “Colar do Mérito Judiciário”. O marido da empossada, Antonio Maria Patiño Zorz, integrante do Conselho Consultivo, Orientador e Fiscal da Apamagis, também participou deste momento de concessão da honraria durante a solenidade.

Solenidade de posse no TJSP | Foto: Lucas Feitoza

Orador em nome da Corte paulista, o desembargador Milton Paulo de Carvalho Filho enalteceu a trajetória de Ana Paula Corrêa Patiño, marcada por intensa atividade acadêmica e esmero no trabalho advocatício e como docente. “Este Tribunal reconheceu seu notório saber jurídico e sua reputação ilibada, por maioria dos membros do Órgão Especial, sendo a escolha chancelada imediatamente pelo chefe do Poder Executivo. Sempre desempenhou sua atividade profissional, indispensável à administração da Justiça, com muito zelo, estudo, altivez e dedicação”, destacou o orador.

Solenidade de posse no TJSP | Foto: Lucas Feitoza

Em seu discurso, a desembargadora Ana Paula Corrêa Patiño relembrou ocasiões relevantes de sua carreira, como o último júri em que compareceu como caloura da faculdade de Direito no Palácio da Justiça, em 1987. Em 1994, esteve novamente no local para a posse como juiz do então namorado, Antonio Maria Patiño Zorz. “Muito obrigada aos meus pais, cuja vida foi dedicada a criar os filhos para que desenvolvessem todas as potencialidades. Reconheço o esforço e a abdicação que fizeram em prol da nossa felicidade. Ao meu pai, que já ocupou o cargo que hoje ocupo, quero honrar seu nome e sua trajetória neste Tribunal”, ressaltou.

Solenidade de posse no TJSP | Foto: Lucas Feitoza

Ana Paula Corrêa Patiño também salientou os desafios decorrentes da nova função que ocupa. “O reconhecimento de tantos privilégios vem acompanhado da responsabilidade que tenho em honrar tudo o que recebo. É preciso retribuir, de alguma forma, e trabalhar com afinco e responsabilidade para que os menos privilegiados, que buscam amparo no Judiciário, possam ser bem atendidos em suas demandas e em suas dores”, afirmou.

No encerramento da cerimônia, o presidente do TJSP enfatizou a importância da presença feminina no Judiciário de São Paulo. Discorreu que o número de juízas e desembargadoras aumenta gradativamente desde o ingresso das primeiras mulheres na Magistratura de São Paulo, em 1981. O presidente do Tribunal também fez menção à relação estreita e familiar que Ana Paula Corrêa Patiño tem com a judicatura. “Sua sólida trajetória certamente a conduzirá aos degraus mais altos do Poder Judiciário, não tenho dúvidas disso. Faço votos para que seja muito feliz na carreira”, declarou.

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • A peça “O Deus de Spinoza”, de autoria do ex-presidente da Apamagis e da AMB Régis […]

  • A Apamagis sorteará no dia 29/4 para dez associados ajuda de custo de U$ 500 […]

  • A Apamagis quer saber a opinião dos associados, associadas e dependentes sobre a criação de […]

NOTÍCIAS RELACIONADAS